WHAT'S NEW?
Loading...

Fórum de Biogás e Biometano confirma cenário de oportunidades no Sul do Brasil

Resultado de imagem para Fórum de Biogás e Biometano

O 1º Fórum Estadual de Biogás e Biometano, realizado em Caxias do Sul (RS), chegou ao fim na última quarta-feira (14) e seus organizados encerraram os trabalhos com o sentimento de missão cumprida nos objetivos a que o evento se propôs. Após três palestras, cinco mesas-redondas, quatro cases e a apresentação de uma futura chamada pública de compra de biometano, pela Sulgás, o Fórum possibilitou excelentes trocas de experiências e conhecimentos em um cenário de novas oportunidades para a cadeia de biogás e biometano no Rio Grande do Sul e no Brasil aos mais de 300 participantes.

Como última atividade do evento, às 16h, um debate final reuniu realizadores, patrocinadores, apoiadores e o público, o que permitiu a apresentação de 26 proposições que serão analisadas pela coordenação do Fórum. Para Clovis Leopoldo Reichert, um dos coordenadores do evento e gerente de Operações do Instituto SENAI de Tecnologia em Petróleo, Gás e Energia, o Fórum teve a função de ser multiplicador de aprendizados e de contribuições. “Sem dúvida, tudo o que foi posto nesse evento alavancará o setor e gerará ações concretas para um futuro melhor com cada vez mais energias renováveis na vida das pessoas, gerando renda e, consequentemente, preservando o meio ambiente”, concluiu.

O sucesso do 1º Fórum Estadual de Biogás e Biometano pode ser comprovado com a confirmação de uma segunda edição, em junho de 2018, cuja data ainda será definida, porém, ainda mais abrangente, pois envolverá além do Rio Grande do Sul, os estados de Santa Catarina, Paraná e Mato Grosso do Sul. O 2º Fórum será realizado na cidade de Foz do Iguaçu (PR).

O evento, que aconteceu na Universdiade de Caxias do Sul nos dias 13 e 14 de junho, foi uma realização do Arranjo Produtivo Local Metalmecânico e Automotivo da Serra Gaúcha (APLMMeA), da Universidade de Caxias do Sul (UCS), do Instituto SENAI de Tecnologia em Petróleo, Gás e Energia e da Itaipu Binacional.