WHAT'S NEW?
Loading...

Ex-governador recorre contra condenação pela justiça dos milhões desviados das obras do Comperj

Resultado de imagem para obras do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro

O ex-governador Sérgio Cabral acaba recorrer ao Tribunal Regional Federal contra a condenação a 14 anos e dois meses de prisão por lavagem de dinheiro e corrupção.

Imposta pelo juiz Sergio Moro, trata-se da primeira condenação de Cabral na Lava-Jato. A ação o investigou pelo recebimento de propina de 2,7 milhões de reais da empreiteira Andrade Gutierrez, entre 2007 e 2011.

O dinheiro foi desviado das obras do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), da Petrobras.

Cabral é investigado em mais em dez ações da Lava-Jato, todas estas no Rio.