WHAT'S NEW?
Loading...

A Lava Jato está corroendo o PIB e os empregos no Brasil?


Após mais de três anos e dezenas de fases deflagradas em todo o País, a Operação Lava Jato contabiliza mais de 200 prisões. Dezenas de empresários estão ou estiveram na cadeia, principalmente os donos e os executivos de grandes empreiteiras, além de diretores da Petrobras. O resultado foi a paralisação das obras de infraestrutura. Sem obras, a cadeia industrial e de serviços ligada à construção pesada e ao setor de óleo e gás parou de gerar emprego e renda.

Sem investimentos, o Produto Interno Bruto (PIB) encolhe. Sim, a Lava Jato está corroendo o PIB. A Lava Jato também prende e investiga políticos. Um terço da Câmara dos Deputados e do Senado Federal é investigado. Acuados, os parlamentares se encolhem e ficam menos dispostos a aprovar as impopulares reformas estruturais, com destaque para a trabalhista e a da Previdência Social. Sem as reformas, a situação fiscal do País e o ambiente de negócios não melhoram, e a confiança das empresas despenca. Sim, a Lava Jato está corroendo o PIB.

Democrática, a Lava Jato também está no encalço dos políticos graúdos, que ocupam ou que ocuparam cargos no Palácio do Planalto e na Esplanada dos Ministérios. Ela não escolhe os partidos. Investigada, a nata da classe política se enfraquece, não consegue fazer a máquina pública funcionar e, muito menos, aglutina forças em torno de uma agenda econômica promissora. Investidores e empresários pisam no freio ao perceber a fragilidade dos líderes, em Brasília. Sim, a Lava Jato está corroendo o PIB.

Infelizmente, limpar o Brasil da corrupção tem um enorme custo. Algumas consultorias se arriscam a calcular que, na ponta do lápis, a Lava Jato destrói de 1% a 1,5% do PIB, por ano. Significa que as retrações de 3,8% em 2015 e de 3,6% em 2016 poderiam ter sido mais suaves. Por lógica, o desemprego de 14 milhões de brasileiros estaria num patamar menos dramático. É duro reconhecer que a operação mais elogiada do País joga contra a economia do próprio País. Ela paralisa investimentos. Sim, a Lava Jato está corroendo o PIB. Os indicadores econômicos do primeiro trimestre são positivos. PIB e confiança em alta; inflação e juros em baixa.

O governo Michel Temer comemora e decreta o fim da recessão, após oito trimestres consecutivos de retração econômica. Após as gravações da JBS, no entanto, cresceram os riscos de a recessão voltar. Por quê? O desfecho das votações das reformas ficou imprevisível. Como os empresários e os investidores estrangeiros só vão desengavetar projetos se o Congresso aprovar as mudanças, o cenário econômico se transformou numa enorme interrogação política, independentemente de quem estiver no comando do Palácio do Planalto. Sim, a Lava Jato está corroendo o PIB. A Lava Jato não tem data para terminar. Ela ameaça o governo Temer e pode ter um papel decisivo nas eleições de 2018.

Quanto mais mazelas a operação descobrir, mais o PIB irá sofrer. Sim, a Lava Jato corrói o PIB. E daí? Se o preço para ter um País mais limpo e decente for esse, acho que a sociedade deverá aceitar e pagar com um misto de orgulho e esperança. Orgulho por deixar para as próximas gerações um legado de ética e honestidade na política e nos negócios. E esperança de que um País menos corrupto naturalmente atrairá mais investimentos. No final das contas, a sociedade concluirá que a Lava Jato que corrói PIB hoje é a mesma Lava Jato que construirá mais PIB amanhã.