WHAT'S NEW?
Loading...

OGX fica com prejuízo de quase R$ 60 milhões e vai abandonar campo de petróleo


A OGX vem lutando para melhorar seus resultados, principalmente para conseguir superar o processo de recuperação judicial, mas ainda não conseguiu sair do vermelho.

A empresa fechou o primeiro trimestre deste ano com um prejuízo líquido de R$ 58 milhões, mesmo tendo comercializado 779 mil barris de petróleo no período. Ainda assim, as perdas foram menores do que no mesmo período de 2016, quando o prejuízo ficou em R$ 65,4 milhões.

O campo de Tubarão Martelo, o único ativo da empresa em produção até o momento, garantiu um faturamento de R$ 111,265 milhões, mas os custos da venda da produção, incluindo o afretamento do FPSO utilizado na área, foram mais altos, somados em R$ 143,391 milhões, o que contribuiu para o prejuízo.

A receita operacional da empresa também ficou negativa, em R$ 22,067 milhões, numa piora significativa em relação ao mesmo período do ano passado, quando a receita operacional ficou positiva em R$ 967 mil.

Além disso, a OGX voltou a falar na devolução do campo de Tubarão Azul para a ANP, como a empresa já havia decidido em setembro do ano passado, e informou que está em fase de negociação da contratação de prestadores de serviço para desativação e abandono do campo.