WHAT'S NEW?
Loading...

Moro condena Jorge Zelada a quatro anos de prisão

Imagem relacionada

O juiz Sergio Moro condenou Jorge Luiz Zelada, ex-diretor da área internacional da Petrobras, por corrupção passiva. O juiz fixou uma pena de quatro anos e seis meses de reclusão.

“A prática do crime corrupção envolveu o pagamento de cerca de um milhão e quinhentos mil dólares, o que é um valor bastante expressivo, atualmente de cerca de R$ 4.800.000,00”, explica Moro na sentença.

“Além disso foi direcionada a um parlamentar federal, comprometendo a integridade da função legislativa. Consequências também devem ser valoradas negativamente, pois os vícios procedimentais na aquisição do Bloco 4 em Benin geraram um prejuízo estimado à Petrobrás de cerca de 77,5 milhões de dólares, conforme cálculo realizado pela Comissão Interna de Apuração da Petrobrás”, disse.

“A corrupção com pagamento de propina de um milhão e quinhentos mil dólares e tendo por consequência prejuízo ainda superior aos cofres públicos merece reprovação especial”, completa.