WHAT'S NEW?
Loading...

FPSO Pioneiro de Libra chega ao Brasil

Resultado de imagem para FPSO Pioneiro de Libra chega ao Brasil

O FPSO Pioneiro de Libra chegou ao Brasil na última quarta-feira (17), depois de 49 dias de viagem, vindo de Singapura. Convertida pelo consórcio Odebrecht Óleo & Gás/Teekay, no estaleiro Jurong, a unidade de produção está navegando na costa do Rio de Janeiro e a chegada à locação de Libra irá ocorrer no sábado.

Primeira unidade de produção do projeto, o FPSO Pioneiro de Libra ficará responsável pelos testes de longa duração de Libra e deverá entrar em operação em julho, prazo condicionado à liberação da licença ambiental. A unidade passará por testes de aprovação preliminar nos próximos dias e em seguida, no fim da próxima semana, serão iniciados os primeiros trabalhos de ancoragem, .

O primeiro TLD de Libra será instalado na parte Noroeste. O sistema ficará interligado a dois poços, o RJS-739 e RJS-742, um produtor e outro injetor, respectivamente.

A produção do primeiro TLD deverá variar entre 45 mil b/d e 50 mil b/d de óleo. Pela primeira vez, haverá reinjeção do gás produzido em um TLD no Brasil e as projeções apontam para  um volume diário de 2,5 milhões m3. Os resultados obtidos no TLD de estreia auxiliarão o consórcio a definir a locação dos poços do sistema de Libra 1, programado para entrar em operação entre o fim de 2020 e o início de 2021.

A previsão original era de que o FPSO Pioneiro de Libra chegasse ao Brasil entre o fim de maio e o início de junho, mas condições climáticas satisfatórias e a realização de uma única parada de 24 horas permitiram que a velocidade média de navegação ficasse 25% acima do previsto, o que ocasionou a redução do tempo de viagem.

“Para nós é uma tremenda vitória ter chegado até aqui porque foi um projeto que transcorreu em meio a uma turbulência muito grande na Odebrecht e no setor petróleo. Tivemos muito dificuldade de obter o financiamento, mas montamos uma equipe fabulosa, o Jurong nos ajudou muito e a unidade chegou ao Brasil pronta para operar”, afirma Jorge Mitidieri, diretor superintendente de Serviços Integrados da Odebrecht Óleo e Gás.

Capacitado para produzir 50 mil b/d de óleo e injetar 4 milhões de m3/d de gás, o FPSO Pioneiro de Libra será ancorado em lâmina d´água de 2,4 mil m e  ficará afretado pelo prazo de 12 anos. As obras de conversão de unidade tiveram início no final de 2014 e movimentaram mais 4 mil pessoas.

O FPSO Pioneiro de Libra iniciou sua viagem para o Brasil no fim de março.