WHAT'S NEW?
Loading...

Ex-diretor da área Internacional da Petrobras se calou em oitiva por falta de psicológico, diz defesa


 Jorge Luiz Zelada se calou em diversos depoimentos prestados ao juiz Sergio Moro por não possuir “condições psicológicas para articular sua autodefesa”. Pelo menos é o que dizem seus advogados nas alegações finais apresentados ao juiz no começo da tarde de hoje.

“Por orientação da defesa técnica, Jorge Zelada optou por silenciar-se no interrogatório. Detido injustamente há mais de 22 meses, não possuía como não possui condições psicológicas de articular sua autodefesa”, sustentou a defesa na peça.