WHAT'S NEW?
Loading...

Importações crescem pelo quarto mês seguido no Tecon Salvador

Resultado de imagem para Importações crescem pelo quarto mês seguido no Tecon Salvador

No Terminal de Contêineres do Porto de Salvador, a movimentação de equipamentos para os parques de energia fotovoltaica na Bahia reforçam a curva crescente das importações que, pelo quarto mês consecutivo, apresenta alta, em relação a 2015. Somente em dezembro, o incremento foi de 51%. No acumulado de janeiro a dezembro, o setor de energia solar foi responsável por 11% das importações, o correspondente a 4.031 contêineres. Outros segmentos que se destacaram no período, foram: peças e equipamentos (+37%); borrachas (20%) e fertilizantes (+196%).

De acordo com Patrícia Iglesias, diretora comercial do Tecon Salvador, o terminal baiano se destaca pela completa infraestrutura para atendimento portuário, rodoviário, desembaraço aduaneiro e amplo gerenciamento de risco para o transporte deste tipo de carga, conferindo agilidade e segurança para o cliente. Outro fator positivo é a proximidade com as fazendas de energia solar (a 835km do Parque Ituverava; 779km do Parque Lapa; - ambos na Bahia; e a 948km do Parque Nova Olinda, no Piauí).

Também em dezembro, a cabotagem apresentou alta de 10% em comparação ao mesmo mês no passado, com incremento no volume embarcado dos segmentos de químicos (+26%), alimentos (+10%) e siderúrgicos (+86%). No desembarque, os destaques foram polímeros (+571%), embalagens (+29%) e produtos de varejo (+83%). Ao longo de 2016, a cabotagem permaneceu em alta devido ao desempenho no desembarque de arroz (+12%), embalagens (+82%) e produtos de varejo (+86%), somado aos embarques de químicos e petroquímicos (+22%) - representando alta de 5% no volume da modalidade.

Apesar do pouco crescimento nas exportações no mês de dezembro (alta de 0,4%), tendo entres os segmentos representativos, polímeros (+195%), celulose (+17%), minérios (+18%), sucos e polpas (+14%) e couros e peles (+43%), no acumulado do ano houve um incremento de 11%, em relação ao mesmo período do ano anterior. Os principais segmentos movimentados pela modalidade no terminal foram: polímeros diversos (+94%); minérios (+32%); siderúrgicos (+15%) e pneus (+13%).

O Tecon Salvador 

Com 16 anos de atuação, o terminal é hoje uma das principais ferramentas de atração e retenção de investimentos para o estado da Bahia. Possui uma área de 118 mil m², com capacidade para movimentar 530 mil TEU por ano.

Graças aos investimentos iniciados em 2000, que já totalizam R$ 300 milhões, o terminal tornou-se apto a receber os maiores navios de contêineres do mundo, com um cais preferencial para cabotagem; aproximadamente 700 tomadas para contêineres refrigerados, além de capacidade e know-how para operar cargas de projeto. Além da ISO 9001, o Tecon Salvador recebeu, em março, a certificação internacional ISO 14001, que dá diretrizes para a implementação de um sistema de gestão ambiental.

Grupo Wilson Sons 

 Uma das maiores operadoras de serviços portuários, marítimos e logísticos do Brasil, a Wilson Sons iniciou suas atividades em 1837, em Salvador, Bahia. Nesses mais de 175 anos de existência, a companhia se estabeleceu pela gestão de seus negócios nos segmentos de terminais portuários, rebocagem portuária e oceânica, apoio marítimo a operações offshore, logística, agenciamento marítimo e indústria.