WHAT'S NEW?
Loading...

3 tipos de colegas de trabalho difíceis - e como lidar com eles

Resultado de imagem para  colegas de trabalho difíceis

Se você se sente rodeado por pessoas difíceis no seu trabalho, fique tranquilo, você não é único. Não importa quantas vezes você mude de trabalho, é quase inevitável que seu caminho cruze com o de pessoas de personalidades diferentes da sua. Das mais alegres e receptivas até as mais fechadas, frustradas e pessimistas. Estudos mostram que uma a cada oito pessoas pede demissão por problemas relativos à colegas. Mas, considerando que a demissão não é uma opção para a grande maioria das pessoas e também que cada vez mais gastamos mais tempo no trabalho, vale a pena encontrar uma forma de lidar com os colegas. Fará bem a você não cair nesse meio de pessimismo e reclamações. A revista Forbes listou três tipos de colegas difíceis que você pode encontrar pela frentee e algumas dicas para lidar com cada um deles:

Tipo 1: o colega te chama no chat para comentar as políticas da empresa

Fazer fofoca é algo extremamente comum em qualquer trabalho, mas trata-se de uma atitude frequentemente utilizada para acobertar uma baixa autoestima ou sentimentos de fraqueza. O mais provável é que esse colega recorra a isso para criar alguma conexão com você. O problema é que ficar envolto a fofocas com colegas é algo que só vai sugar sua energia. Além disso, pode trazer sérios danos à sua reputação. Para fugir desse círculo tóxico, utilize uma fórmula simples: empatia e redirecionamento.

Em primeiro lugar, ouça o que seu colega tenha a dizer, deixe-o sentir que você está ouvindo-o. Na hora de comentar, opte por dizer coisas mais genéricas, como "Deve ser frustrante se sentir assim" ou algo que não mostre que você concorde com ele ou justifique o comportamento. Você apenas estará refletindo como ele se sente sem se envolver diretamente na situação. O foco precisa ser nele - o que é, provavelmente, o assunto que ele mais irá gostar de falar. Depois, você pode redirecionar isso, ou seja, incluindo aí um foco positivo na situação. "Vejo que essa situação ainda está te deixando triste. Mas por que não falamos de como as coisas estão indo naquele outro projeto?"

Tipo 2: O colega tem uma atitude negativa com relação a tudo

Colegas que sempre se fazem de vítimas e que acham que estar sempre ocupado é um motivo de honra e orgulho. Trabalhar muito, e sem freios, não é algo saudável. Tome cuidado para não se espelhar nessas pessoas e ficar obcecado na cultura da empresa. Se você precisa lidar com um funcionário que costuma ser pessimista e negativo com ideias propostas nas reuniões, responda com perguntas provocativas. "Este é um ponto interessante. Mas o que nos ajudará a obter sucesso neste projeto?". Esta é uma estratégia, segundo a Forbes, que já interrompe o clima negativo e cria um ambiente seguro para um brainstorming.

Tipo 3: o colega que abusa da intimidade

As pessoas às vezes passam dos limites. Acham que uma intimidade é espaço para elas flertarem, falarem sobre idade ou criticar aparência dos outros. Mas não é. É preciso estabelecer o limites e ser assertivo: essas atitudes não são toleradas. Isso pode ser dito com frases mais sutis, como "Desculpe, eu tenho que voltar para o trabalho", dita no exato momento em que você sentir-se desconfortável com algum comentário ou atitude de alguém. Quando você está lidando com pessoas difíceis, tente manter as coisas sob perspectiva. Criar teorias conspiratórias, como pressumir que todo mundo no trabalho está empenhado em tornar sua vida um inferno, não somente não ajudará seu dia a dia como será uma fonte de estresse permanente. Sempre que possível, assuma uma posição positiva. Todo mundo no trabalho, incluindo você, tem defeitos. Lembre-se também que todos têm seus aspectos fortes e fraquezas e que criar empatia com elas pode ser um passo para sofrer menos.